Miocardite e pericardite

miocardite e pericardite

Quais são as causas da miocardite?

Existem dezenas de causas de miocardite, incluindo infecções por vírus, bactérias, protozoários ou fungos, medicamentos, doenças autoimunes, consumo exagerado de álcool, consumo de cocaína, etc.

O que é pericardite e endocardite?

Miocardite, pericardite e endocardite são as inflamações ou infecções que podem afetar o miocárdio, pericárdio e endocárdio, respectivamente. O que é miocardite? A miocardite é uma inflamação do músculo cardíaco.

Qual é a dor da pericardite?

Em muitos pacientes, porém, a dor da pericardite pode não ser tão típica e de fácil distinção. Em alguns casos, a dor não é tão aguda, e o paciente queixa-se de uma pressão ou peso no peito com irradiação para ombros, pescoço ou costas.

O que é pericardite infecciosa?

A pericardite infecciosa é, com mais frequência, de origem viral ou idiopática. A pericardite bacteriana purulenta é incomum, mas pode suceder endocardite infecciosa, pneumonia, sepse, trauma penetrante ou cirurgia cardíaca.

Como tratar a miocardite?

Como tratar a miocardite. O tratamento normalmente é feito em casa com repouso para evitar excesso de trabalho por parte do coração. No entanto, durante esse período também se deve fazer o tratamento adequado da infecção que esteve na origem da miocardite e, por isso, pode ser necessário tomar antibióticos, antifúngicos ou antivirais, por exemplo.

Quais são as consequências da miocardite aguda?

As principais consequências da miocardite aguda são a falência do bomba cardíaca, ou seja, redução da capacidade do coração de bombear o sangue, e o surgimento de arritmias cardíacas.

Quais são os principais causadores de miocardite viral?

A miocardite viral costuma ser a responsável pelos quadros súbitos de miocardite que surgem em crianças ou adultos saudáveis. Pelo menos 20 vírus diferentes já foram identificados como potenciais causadores de miocardite viral, entre eles, podemos citar: SARS-CoV-2 (Covid-19).

Como é o tratamento de miocardite fulminante?

Nos casos de miocardite fulminante, o paciente precisa ficar internado em unidades de cuidado intensivo para receber todo o suporte hemodinâmico e respiratório que uma falência aguda da bomba cardíaca demanda. Em geral, o coração se recupera totalmente com o tempo, mas alguns casos podem evoluir para dilatação permanente das cavidades cardíacas.

Quando ocorre a pericardite?

A pericardite pode ocorrer, ainda, semanas depois de um ataque cardíaco ou cirurgia no coração. Conhecida como síndrome de Dressler ou síndrome pós-injúria cardíaca, parece ter caráter imunológico e afetar também a pleura, membrana que envolve os pulmões.

Quanto tempo dura a pericardite aguda?

A pericardite aguda é a inflamação repentina do pericárdio, que dura aproximadamente duas semanas, em média. A forma crônica dessa doença tem início gradual e persiste durante um tempo maior.

O que é pericardite e como ela afeta o coração?

A pericardite é uma inflamação nas membranas que envolvem e protegem o coração, chamada pericárdio. Estas membranas, são separadas entre si por um pouco de líquido que atua como lubrificante.

Qual a diferença entre pericardite aguda e crônica?

A pericardite pode ser aguda ou crônica, a depender dos sintomas apresentados pelo paciente. A pericardite aguda é a inflamação repentina do pericárdio, que dura aproximadamente duas semanas, em média. A forma crônica dessa doença tem início gradual e persiste durante um tempo maior.

Postagens relacionadas: